Blogue simples e personalizado, de conteúdo essencialmente literário, dando voz tanto a autores desconhecidos como veiculando autores célebres; com pequenos focos na música, pintura, fotografia, dança, cinema, séries, traduzindo e partilhando alguns dos meus gostos pessoais.
Sejam benvindos ao meu cantinho, ao meu mundo :)

sábado, 14 de janeiro de 2012

Poema: "Algures" - de Florbela de Castro


À luz da lua
Os teus olhos parecem celestiais!...
Mas na claridade nua,
Eles adquirem a fogosidade das danças espirituais!
Podias ser outra pessoa qualquer,
Talvez até uma mulher…!

Talvez doutro tempo,
Algures…
Em outro momento…

A tua essência é forte
E irradia de forma fenomenal!...
Os séculos passam por nós para além da morte,

E eu penso:
-Será que és imortal?
Há quanto tempo já te conhecia e não te “via”?!...
Quando foi a tua última vida?...

Talvez noutro tempo,
Algures,
Em outro lugar…
Através dos tempos,
Fomos duas almas, percorrendo o mundo inteiro;
Encarnamos seres diferentes,
Em que tu foste desde músico a feiticeiro!
Podes ter sido, numa vida passada,
Meu irmão, meu amigo,
Quem sabe, uma pessoa amada!...

Talvez noutro tempo,
Algures,
Em outro momento…

Talvez doutro tempo,
Algures,
Noutro lugar…


23.02.1998
Florbela de Castro
Autor da imagem: Emilie Léger

 Pode compartilhar livremente a obra desde que respeite os creditos. 

Todos os direitos reservados.Safe Creative #1404150602357
Postar um comentário